Avatar

escrito por:
Karla Gondim

publicado em:
17 nov 2020

Motivação dos funcionários X Cultura empresarial

Já faz tempo que deixou de ser novidade: a motivação dos funcionários interfere diretamente nos resultados de uma empresa.

Mas nessa jornada toda, o que pouco se presta atenção é: o que realmente motiva um funcionário?

São várias as respostas possíveis. Uma delas, e talvez a que mais cause reais impactos é a cultura organizacional.

Portanto, vamos falar mais e entender porque a cultura empresarial é capaz de levar equipes ao sucesso ou ao fracasso, dependendo da sua aplicabilidade.

Um breve conceito: cultura empresarial

A cultura empresarial, ou organizacional, nada mais é que o conjunto de crenças e valores que a empresa carrega, acredita e compartilha com as pessoas que fazem parte dela.

E é a partir da cultura organizacional que se cria a motivação e engajamento necessários para o cumprimento dos objetivos e planejamentos estratégicos de uma empresa.

Por que ela influencia tanto assim?

A motivação dos funcionários está diretamente ligada com a cultura empresarial porque ela permite uma melhor visualização e compreensão do todo. Ou seja, as pessoas envolvidas nos processos organizacionais têm real dimensão dos níveis hierárquicos, os comportamentos condizentes, as regras e costumes que a organização espera dos colaboradores.

Sendo assim, é preciso que a cultura empresarial seja bem desenhada e visível, para que o colaborador possa fazer uma avaliação de valores e entender se faz sentido aquele ambiente para o desenvolvimento profissional dele.

Quais os principais pontos impactados?

Geralmente, a motivação do funcionário é atrelada com o lado financeiro. Contudo, o salário está longe de ser um fator decisivo para tornar um ambiente motivador.

Entre as principais causas encontradas hoje em dias nas organizações, podemos citar:

Relacionamento

Um ambiente saudável e um relacionamento transparente com as lideranças é um dos pontos que mais afeta a produtividade do funcionário.

É comum que os gestores sejam encarados “com um pé atrás”, mas faz parte de uma cultura empresarial forte, promover mais conversas e incentivar o relacionamento com eles.

Afinal, a boa comunicação melhora a sintonia de equipes e proporciona um ambiente colaborativo e motivador.  

Inovação e autonomia

Trabalhar em um ambiente ultrapassado e que limita o desenvolvimento profissional é o fim! Por isso, culturas organizacionais fortes investem em inovação tecnológica e de processos.

Além do mais, incentiva as equipes a buscar o novo, atualizar o conhecimento e colocar em prática, sem que seja necessária supervisão constante.

A autonomia no ambiente de trabalho é motivadora e traz a sensação de pertencimento e colaboração ainda maior.

Plano de carreira

Correr sem sair do lugar tem benefícios apenas pra quando se está em uma esteira. Da mesma forma, trabalhar sem ter o reconhecimento esperado desmotiva qualquer funcionário.

A dedicação e esforços devem ser recompensados. Por isso, deve estar claro na cultura organizacional se há ou não um plano de carreira para a evolução profissional do colaborador.

Legal, mas como fortalecer a cultura empresarial então?

Até aqui, ficou claro que a motivação do funcionário depende muito da cultura organizacional. E que com uma cultura não tão clara ou bem definida, fica muito mais complicado manter equipes engajadas.

Mas e aí, qual a solução então?

Cada cultura é criada, cultivada e disseminada de uma forma. Contudo, existem algumas características comuns que podem dar uma nova direção à empresa, promovendo maior motivação e colaboração das equipes.

Comunicação interna

A comunicação interna deve ser clara, concisa e direta. Quanto mais a comunicação for fluida, maior será o entendimento entre líderes e liderados. Desta forma, os conflitos são minimizados, o ambiente se mantém saudável e motivador.

Avaliação de desempenho

A cultura de feedback deve estar presente. Reconhecer o bom desempenho é fundamental para manter a motivação e engajamento do funcionário. Esta prática deve estar presente em toda cultura empresarial e ser aplicada diariamente.

Incentivo ao crescimento

O investimento no lado profissional do funcionário é fator de sucesso e retenção de talentos. Quando as pessoas se sentem valorizadas, elas buscam a automotivação e apresentam retornos satisfatórios para as organizações.

Transparência nas expectativas

Como dissemos no início do texto, é preciso haver transparência entre organização e funcionário. Assim, é possível identificar se os perfis e interesses são condizentes. A falta de alinhamento de expectativas gera desmotivação e um sentimento negativo sobre o trabalho.

Entretanto, quando há uma cultura organizacional forte e atuante dentro da empresa, as práticas citadas neste texto tendem a se tornar mais comuns, os processos e ideias ficam mais claras e até mesmo as contratações se tornam mais estratégicas, buscando profissionais que se alinhem com os objetivos da organização, diminuindo consideravelmente os possíveis atritos.

Por fim, é preciso ter atenção a todo momento para fatores cruciais que possam causar a falta de motivação do funcionário. Existem muitos outros casos específicos que devem ser estudados e corrigidos na organização.

Afinal, a motivação e o engajamento de quem faz a organização permanecer viva é que determinará o sucesso dela.   

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


NEWSLETTER